terça-feira, 3 de junho de 2014

Resenha: Todo Garoto Tem, por Meg Cabot

Livro: Todo Garoto Tem;
Título Original: Every Boy Got's One;
Autor(a): Meg Cabot;
Ano de publicação: 2008;
Páginas: 380;
Editora: Galera Record;
ISBN: 8501077143


Holly Caputo e Mark Levine estão fugindo para se casarem em segredo na Itália, longe dos Estados Unidos e longe da família, pois a religião de ambas são totalmente diferentes (uma é católica e a outra judia).

Os amigos do casal, Jane Harris e Cal Lagdon se conhecem através de Holly e Mark. É ódio á primeira vista, Jane é uma cartunista de uma história em quadrinhos super famosa, a Wondercat, já Cal é um jornalista de renome que tem um livro publicado e que está em segundo na lista de mais vendidos. Mas o que mais intriga Jane em relação ao Cal é o fato de ele não acreditar em amor e não querer que seu melhor amigo (Mark) se case.

Jane se vê sem saída quando as papeladas do casamento está á um fio de dar errado, ela então tem um plano, só que irá precisar de Cal para executá-lo, será que eles irão deixar as brigas de lado e se juntarem para ajudar os amigos? Á muitas intrigas entre eles durante esse tempo, eles acabam brigando até via e-mail e isso pode render boas risadas aos leitores.


"Cal: Vamos lá. Me dê uma chance de eu provar a você que tenho.
Jane: Tem o quê?
Cal: Coração."

O livro é narrado de diversas formas, Jane resolveu fazer um Diário de Viagem contando tudo o que acontece detalhadamente para o casal nunca se esquecer de como foi o maravilhoso casamento. Já Cal escreve através de seu Palmtop. Além disso vários e-mails são trocados durante a história, cardápios e notas de compras também estão inclusos no livro, o que o deixou mais interessante e fácil de se ler.

Porém, eu esperava muito mais de "Todo Garoto Tem". Adoro Meg Cabot, mas ela me decepcionou no quesito previsível. O leitor já tem uma noção do que vai acontecer no final do livro lendo apenas algumas páginas.

Outro ponto negativo é o fato de a história ser enrolada e parada. O livro todo é de um personagem reclamando do outro e isso me irritou ao extremo.

Os personagens também não me convenceram nenhum pouco.

A capa está bem caprichada com um desenho que parece ter sido feito á mão. As folhas são brancas mas grossas, com espaçamento e fontes grandes.

Ao todo, o livro foi decepcionante, mas não vou desistir de ler livros da Meg e ressalto aqui, eu não gostei da história, mas não deixe de ler, pra mim pode ter sido ruim mas para você pode se tornar a leitura favorita.

Classificação:

4 comentários:

  1. Ainda não li nada da Meg, mas já sei que não vou começar por esse, além de seus comentários um pouco negativos a historia não me chamou a atenção...

    Visite o blog "Meu Mundo, Meu Estilo"
    Participe do Sorteio do Livro DAHRIA

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Comece por outro, tenho certeza que você irá gostar da escrita dela.
      Beijos.

      Excluir
  2. Oi Bianca!

    Gosto de muitos livros da Meg, sou fã da escrita leve e sem pretensão dela. Infelizmente, esse é um título que não me chama atenção. Prefiro os sobrenaturais dela.

    Beijos,
    Gabe
    www.sixdoe.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, eu gostaria muito de ler os livros sobrenaturais dela, principalmente a série da Mediadora (:

      Beijos.

      Excluir