sábado, 25 de julho de 2015

Resenha: Cidades de Papel, por John Green


Livro: Cidades de Papel;
Título original: Paper Towns;
Autor(a): John Green;
Páginas: 361;
Editora: Intrínseca;
ISBN: 9788580573749.


Depois que o filme Cidades de Papel foi lançado nos cinemas e está sendo um bafafá daqueles, eu fiquei curiosa para ler o livro e ver o que acharia da história, para depois ver o filme. Como é o John Green eu tinha certeza que não iria me decepcionar, mas não foi bem isso que aconteceu. Pelo menos não totalmente.

Nesse livro conhecemos Quentin, um garoto normal como todos os outros, que estuda, tem amigos nerds e sonha em ir para uma faculdade. Seus pais são psicólogos e ele tem uma vida pacata na cidade de Orlando. Mas o que torna ele diferente é sua vizinha Margo.

Margo por outro lado, é a rebelde da turma, popular e todos a adoram. Seus pais estão nem aí pra sua vida. É por isso e por outros motivos que ela é desse jeito todo largado e faz as coisas que faz.

O livro inicia com Margo convidando Quentin para uma noite de aventuras (detalhe que eles só se falavam quando era crianças), mas não aventuras normais, Margo decidi se vingar das pessoas que a fizeram mal. São 11 planos diferentes para um noite só e ela precisa da ajuda de seu vizinho Quentin.

quinta-feira, 16 de julho de 2015

TAG: Amo/Odeio


Oi galera, como vocês estão?

A Renata do blog Who's That Girl me indicou para uma TAG bem simples, mas super legal e pessoal. E como fazia tempo que eu não trazia tag's para o blog, resolvi trazer esta.

A regra é bem simples, dizer quem me indicou pra responder (Rê <3), indicar 10 blogs ao final do post, dizer 10 coisas que você ama/odeia e colocar a imagem (no caso aquela ali em cima).

Bora lá!

10 Coisas Que Amo:

  • Livros (dãr);
  • Café quente;
  • Dias chuvosos e frios;
  • Minha mãe, sou loucamente apaixonada por ela;
  • Dormir até tarde e se possível, o dia inteiro;
  • Música;
  • Shows (principalmente da Banda Strike);
  • Tatuagens, se eu pudesse seria toda tatuada;
  • Cachorros, pena que não tenho mais :( ;
  • Meu estado, Santa Catarina <3

10 Coisas Que Odeio:
  • Gente que anda devagar na minha frente;
  • Trânsito;
  • Dias muito quentes, isso me irrita profundamente;
  • Quando alguma coisa estraga;
  • Mentiras;
  • Drama desnecessário;
  • Pessoas que acham que me conhecem, mas na verdade não;
  • Falsidade;
  • Televisão;
  • Pessoas falando muito alto.

Blogs que indico para responderem essa tag:


Espero que tenham gostado da TAG.
Beijos.

terça-feira, 14 de julho de 2015

Sobre abandonar livros por causa da ressaca literária

Olá leitores, como vocês estão? Hoje vim trazer um post que eu já trouxe aqui no blog, mas que está me afetando novamente.

Estão reparando que os posts andam bem escassos? Não é porque eu abandonei vocês, longe de mim! Mas o fato é que eu não estou mais conseguindo ler, logo, sem leituras = sem posts.

Isso se deve que aconteceu uma coisa que já aconteceu com todo leitor (se não aconteceu com você ainda, se prepara), a maldita ressaca literária.

A ressaca literária é caracterizada por quando você lê um livro muito bom e depois tenta ler outros e não consegue, pelo fato de a outra história ainda estar na sua cabeça. Mas, e quando você não sabe qual o livro que te deixou assim?

IMAGEM
Eu especulo que seja A Mediadora, mas não tenho certeza. Acabei o quarto livro da série (que é ótimo, a propósito) e nada mais faz minha cabeça. Demorei um tempo para conseguir pegar o ritmo do Simplesmente Ana (resenha aqui), mas não porque o livro era ruim. E sim pelo fato de eu estar acostumada e com a cabeça na escrita da Meg Cabot (que coisa mulher).

No começo das ressacas literárias eu não sabia o que fazer e ficava sem ler por dias até conseguir me interessar por outros livros. Hoje em dia, não consigo passar tanto tempo sem as leituras, sendo assim eu tenho uma tática: ler aos poucos. E se a história não estiver boa depois de muitas páginas (mais ou menos umas 100), eu abandono o livro e passo pra outro. Ninguém merece ler uma coisa que não está gostando, existem tantos outros livros maravilhosos no mundo só esperando para serem lidos.

Tenho plena consciência de que as vezes os livros te surpreendem na última página e faz tudo ter sentido e isso é ótimo quando acontece. Mas e quando não acontece? Você fica frustrado e com raiva de ter perdido tanto tempo com uma coisa que não agregou muita coisa.

Então fica minha dica, se você está em uma ressaca literária e o livro está realmente péssimo, tanto a escrita quanto a história, pegue outro livro e leia. Vai que é melhor?

Qual a opinião de vocês quanto a isso?
Até mais!

quinta-feira, 9 de julho de 2015

As capas mais lindas da minha estante!

Olá leitores, como estão? Espero que bem, já que as férias estão chegando. Yeh!! Não vejo a hora de essas férias chegarem, meu curso técnico está tomando todas as minhas energias.

Hoje vim trazer um post mais descontraído pra vocês, que são as capas mais lindas da minha estante. Isso em minha opinião, vai que vocês achem feia a capa que eu babo? Enfim, vamos lá.



Estou mostrando esse livro em específico porque eu não tenho a coleção de A Seleção. Eu sou completamente louca e apaixonada pelas capas dessa série. É uma mais linda e deslumbrante que a outra. Mas a última capa, ah, essa ganha de lavada de todas as outras.

Sinopse: Vinte anos atrás, America Singer participou da Seleção e conquistou o coração do príncipe Maxon. Agora chegou a vez da princesa Eadlyn, filha do casal. Prestes a conhecer os trinta e cinco pretendentes que irão disputar sua mão numa nova Seleção, ela não tem esperanças de viver um conto de fadas como o de seus pais… Mas assim que a competição começa, ela percebe que encontrar seu príncipe encantado talvez não seja tão impossível quanto parecia.



Esse livro eu ganhei a pouco tempo do meu namorado (inclusive, tem uma dedicatória muito linda, amo dedicatórias. #ficaadica). E apesar da arte da capa ser bem simples (comparado a outros livros) eu acho de uma beleza enorme. As cores são harmoniosas e o livro fica lindo na estante. Ainda não tive a oportunidade de ler, mas todos falam muito bem e estou bem curiosa.

Sinopse: Violet Markey tinha uma vida perfeita, mas todos os seus planos deixam de fazer sentido quando ela e a irmã sofrem um acidente de carro e apenas Violet sobrevive. Sentindo-se culpada pelo que aconteceu, Violet se afasta de todos e tenta descobrir como seguir em frente. Theodore Finch é o esquisito da escola, perseguido pelos valentões e obrigado a lidar com longos períodos de depressão, o pai violento e a apatia do resto da família.




Quem me acompanha a um pouco mais de tempo aqui no blog, sabe que eu estava louca atrás desse livro e todos os sites que eu ia, ele estava esgotado. Isso me deixava muito frustrada. Eis que eu o encontro no site da Saraiva (por um preço bem salgado, devo admitir) e não resisto. Já tenho a um tempo e só li alguns contos e não foi aquilo tudo, acabei abandonando. Mas eu não vendo/troco/empresto pra ninguém, olha essa capa, não é a coisa mais linda? Sem falar que a diagramação é mais perfeita ainda. Faz meus olhos brilharem.

Sinopse: Nesta antologia, editada por Holly Black e Justine Larbalestier, diversos contos apresentam fortes argumentos a favor de Zumbis de um lado e de Unicórnios de outro. Os argumentos, que incluem tanto pontos negativos e positivos de cada lado, são expostos por renomados autores, entre eles Cassandra Clare, Meg Cabot e Scott Westerfeld, que deixam clara a preferência por um time ou outro.

E aí, quais são as capas mais bonitas da estante de vocês? Não esqueçam de me contar.
Até a próxima.