domingo, 15 de junho de 2014

Resenha: A Garota Americana, por Meg Cabot

Livro: A Garota Americana;
Título original: All American Girl;
Autor(a): Meg Cabot;
Ano de publicação: 2009;
Páginas: 347;
Editora: Galera Record;
ISBN: 8501066966

Samantha Madison é uma garota americana apaixonada pela e arte e principalmente por desenhar. É a filha do meio e ama o namorado da sua irmã mais velha. Mas  o maior problema de tudo é que um dia seus pais descobrem que ela está vendendo desenhos de artistas famosos e com isso suas notas em alemão ficam péssimas. Se já não bastasse ser a filha do meio esquecida e deixada de lado, sua vida piora quando seus pais resolvem a colocar em uma aula de arte. O que é um pesadelo, já que na mente dela, um artista tem que ter suas próprias ideias e isso irá ofuscar todo o seu talento.

Chega então o dia e ela vai a aula e se decepciona quando Susan Boone (a professora) diz a ela que ela não desenha o que vê, e sim o que imagina, o que é inaceitável.

Sam resolve então matar aula e o imprevisível acontece no dia em que ela resolve não voltar na aula de Susan, ela salva a vida do presidente dos Estados Unidos de um tiro. Sua vida então vira de cabeça para baixo e acontece um turbilhão de coisas ao mesmo tempo. Dentre elas, Sam conhece David (o filho do presidente) é chamada para andar com a  turminha popular e se apaixona por um garoto sem perceber.

E assim a história vai se desenrolando, com a Sam tentando fazer sua vida voltar ao normal novamente.

Resolvi ler outro livro da Meg e me decepcionei novamente. "A Garota Americana" para mim foi um livro superficial demais, ficou na cara o que iria acontecer desde o começo e a personagem não tem personalidade e simplesmente não se decide no que quer. Isso me irritou ao extremo e me fez demorar duas longas semanas para ler, apesar de a escrita ser leve e engraçada.

A diagramação está ótima, o que contou para eu não dar poucas estrelas para esse livro, as letras são grandes, o espaçamento bom, as folhas são amarelas mas em compensação são grossas, o que não atrapalha em nada na leitura.

Não recomendo este livro para quem quer uma história diferente, pois é um livro convencional, mas para passar o tempo é ótimo.

Classificação:

4 comentários:

  1. Pena que não gostou Bianca! Eu achei a Sam uma mala mesmo, mas no geral a leitura é boa. Meg é uma grande escritora.
    Beijo
    http://vicioseliteratura.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Meg é uma grande escritora sim, só esse livro que não me agradou muito /;
      Beijos.

      Excluir
  2. Sempre quis ler algo da Meg pra conhecer. Dizem que A Mediadora é bom.
    Mas, enquanto isso só resenhas que leio mesmo e parabéns pela resenha.
    Beijos,
    http://orocardovento.blogspot.com.br/?m=1

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Me interesso muito por A Mediadora também.
      Muito obrigada :b
      Beijos

      Excluir