segunda-feira, 18 de agosto de 2014

Resenha: Cartas de Amor aos Mortos, por Ava Dellaira

Livro: Cartas de Amor aos Mortos;
Título original: Love letters to the dead;
Autor(a): Ava Dellaira;
Ano de publicação: 2014;
Páginas: 337;
Editora: Seguinte;
ISBN: 9788565765411

Laurel é uma adolescente comum como todas as outras, mas que carrega uma dor insuperável na sua vida, a morte da sua irmã May.

Depois que sua irmã morre, Laurel decide mudar de escola para não viver no meio de pessoas a olhando com olhares de pena e perguntando coisas nas quais ela não queira responder. Tudo começa quando na nova escola ela tem que fazer uma tarefa de inglês, nessa tarefa ela tem que escrever uma carta para um ídolo morto, pode ser cantor, ator ou o que ela decidir. Só que ela não entrega sua tarefa para a professora, em vez disso ela escreve freneticamente para vários ídolos conhecidos, faz das cartas um diário pessoal. E são nessas cartas que ela conta tudo que acontece ao seu redor, a sua insegurança e sua culpa pela morte da irmã.

O universo é maior do que qualquer coisa que cabe na sua cabeça.

Durante o ano em que ela está na escola nova, ela conhece várias pessoas e até um garoto, pelo qual ela se apaixona, mas sua insegurança e seu medo atrapalha suas amizades várias vezes, o que a deixa confusa.


Confesso que comprei esse livro por causa da capa (que é maravilhosamente linda) e pelo título. Não tenho costume de ler sinopses e nem nada do tipo. No começo a história parecia ser bem legal e curiosa, com um potencial diferente. Mas ao decorrer das páginas, nada de mais acontecia, a Laurel utilizava uma página inteira só para explicar a vida do ídolo e depois dizer como a sua estava indo de mal a pior e como ela era parecida com a dele, o que foi bastante chato, já que a história sempre ficava naquela mesmice. Além de tudo, a personagem principal quer ser igual á irmã, não tem personalidade nenhuma, e fica se remoendo e se fazendo de coitadinha, o que me irritou ao extremo e me deixou com vontade de tacar fogo no livro. Os personagens são todos iguais, extremamente confusos e não sabem o que querem da vida.





A escrita da autora não é uma escrita totalmente chata, mas ela enrolou o livro inteiro, o que o deixou cansativo. Mas não teve só pontos negativos, teve muitas frases nesse livro que me tocaram demais. A ideia da autora também foi bem interessante e diferente, ela só não soube explorar mais esse lado da história.

A capa em compensação é linda, com cores maravilhosas e que chama atenção logo de cara. A diagramação também está impecável, com folhas amarelas e ilustrações a cada carta. As cartas também são curtas, com no máximo cinco páginas, o que ajuda muito na leitura e faz o leitor ler muito mais rápido. E foi por causa da capa e da diagramação que eu não dei uma estrela para esse livro.



Não desisti da leitura, até a última página fiquei com esperança que alguma coisa magnífica fosse acontecer, engano meu. Não recomendo esse livro para pessoas que gostam de ação e odeiam personagens do tipo Bella de Crepúsculo, pois nesse livro não acontece nada e a personagem principal é muito irritante e chata. Mas por outro lado, se você gosta de histórias que não saem do lugar, eu indico esse livro para você.

Classificação:

Beijos e até mais.







6 comentários:

  1. Olá Bianca,
    Esse livro nunca me chamou muito a atenção. Pela capa, ele até é bem bonito e tal, mas eu só leria se tivesse ele em mãos de alguma forma, haha. Que bom que você conseguiu ler até o fim e tirar algo de bom dele. Gostei da resenha, beijão!
    Tão doce e tão amarga.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Bom, só algumas frases que foram boas mesmo, por que o resto ;/
      Beijos.

      Excluir
  2. Oi, Bianca!
    Realmente a capa é linda e esperava que,a história fosse interessante, me surpreendeu até porque não tinha lido nada a respeito até agora.
    Bjuu,
    http://orocardovento.blogspot.com.br/?m=1

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pelo fato de eu não ter lido nada a história, tbm me surpreendi por ela ser como foi.
      Beijos.

      Excluir
  3. Bianca, eu estou que nem você! O livro é chato demaaaaaaais, não tem ação nenhuma! Comprei por causa da capa e pela sinopse, mas que saco, gastei dinheiro a toa! Não sei se continuo a leitura... já até parti pra outro livro :C

    Beijos,
    Caroline, do criticandoporai.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ainda bem que não sou a única a achar o livro chato. Beijos.

      Excluir