segunda-feira, 5 de maio de 2014

Resenha: Menina de Vinte, por Sophie Kinsella

Livro: Menina de Vinte;
Título Original: Twenties Girl;
Autor(a): Sophie Kinsella;
Ano de publicação: 2010;
Páginas: 495;
Editora: Editora Record;
ISBN: 8501084921


Lara é uma jovem de vinte e tantos anos. É sócia de uma empresa de recrutamentos de pessoas, ou para ser mais precisa, Lara é uma caça talentos junto com sua "amiga" Nathalie. A empresa teria sido um sucesso se sua amiga não tivesse a deixado na mão.

Depois de seu romance com Josh ter ido por água abaixo, Lara o persegue e quer saber o motivo do término, já que ele simplesmente mandou um e-mail terminando tudo sem nenhuma explicação. E isso á incomoda ao extremo, e sua família apenas diz para ela tentar seguir em frente, ela tenta, sem muito sucesso.

Lara está trabalhando em um dia qualquer até que ela tem a notícia que sua tia-avó de 105 anos acaba falecendo e ela então se vê em seu funeral. Ela nunca tinha visitado sua tia-avó Sadie, nem quando ela foi parar em uma casa de repouso. No funeral, encontram-se no máximo dez pessoas, Sadie não era muito conhecida, era apenas uma idosa de 105 anos deixada de lado no mundo.

Tudo estava indo relativamente bem quando o impossível acontece, Lara vê o fantasma de sua tia-avó e pior, ela está com vinte anos e pior ainda, ela está gritando com Lara para ela parar o funeral e ir procurar um tal colar! Lara acha que está tendo alucinações e tenta se livrar do fantasma, em vão, Sadie (o fantasma) não para de gritar com ela e ela faz  o que Sadie manda, para o funeral aos berros. E é aí que começa a busca frenética pelo colar (que ela nem mesmo conhece) de sua tia-avó fantasma de vinte anos.

De início, Lara acha que Sadie é tudo uma ilusão de sua cabeça, pois somente ela consegue vê-la. Mas o tempo vai passando e ela percebe que o tal fantasma é real, sua tia-avó voltou sabe-se lá de onde para buscar o bendito colar.

Com escrita em primeira pessoa, é nessa busca que acontecem cosas imprevisíveis e hilárias. E dá até para dar uma choradinha no final.

“Estou me sentindo como se estivesse em um livro da Agatha Christie e tivesse que descobrir o culpado.”

Esse livro foi minha primeira experiência com Sophie Kinsella. Nunca havia lido nada da autora (eu sempre me interessei, mas os livros dela são um tanto quanto caros). Até que um dia estava eu na biblioteca do meu curso e me deparo com "Menina de Vinte" jogadinho na estante. Não pensei duas vezes e o levei para casa, mesmo tendo uma lista enorme de livros pela frente.

Comecei a leitura e não consegui parar. A Sophie tem uma escrita leve e rápida, não muito detalhada mas muito bem explicada. Durante a leitura, dei muitas risadas, a personagem passa por cada situação embaraçosa (como  por exemplo: dançar Charleston em um bar com um cara que ela mal conhece) que dá até pena. Sadie, porém, é muitas vezes chata e quer tudo do seu jeito, e isso me irritou ao extremo. Mas apesar de tudo, ela é uma mocinha que apenas está em busca de  aventura.

Ao todo, o livro é ótimo, a capa é linda com cores bem vivas (irônico) e a diagramação é com fontes grandes e bem espaçadas. As folhas são brancas, mas isso não atrapalha em nada a leitura, pois as folhas são bem grossas. 

Super recomendo "Menina de Vinte" para os amantes de bons Chick Lits (mas atenção, se você está procurando um romance, essa história não tem quase nada). Quando eu li a última frase do livro a única coisa que me veio á mente foi: "O que eu vou fazer da minha vida agora?".
Não vejo a hora de ler mais livros da autora.

Classificação:

Espero que tenham gostado da resenha e deixem sua opinião nos comentários. Até mais!

4 comentários:

  1. Hey flor!
    Sophie Kinsella é uma diva dos chick-lits, sempre com personagens hilárias, que se metem em cada situação. Menina de Vinte é o meu favorito dela, junto de Samantha Sweet, Executiva do Lar. Duas personagens que me acabei de rir.
    Recomendo Samantha, é muito bom e divertido!

    Beijinhos,
    lovesbooksandcupcakes.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Vou colocar esses livros na minha lista de leituras, quero ler tudo da Sophie!! Hahahaha.
      Beijos.

      Excluir
  2. Oi, Bianca! Não tinha ouvido falar nem do livro e nem da autora, mas parece uma história interessante. E quem não iria pensar que é alucinação uma coisa que só nós podemos ver, né?! Acho que eu iria gostar deste livro; já até coloquei na minha listinha (listona*) de leitura hahaha
    Beijos,
    http://coemundo.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pois leia um livro da Sophie, não irá se arrepender. hahaahaha
      Eu iria ficar louca se fosse comigo.
      Beijos.

      Excluir